Abaixo segue um documento escrito por mãe Zilméa, filha de Zélio de MOraes, o pai espiritual de todos nós, umbandistas.

Esperamos que suas palavras sirvam para que tenhamos uma Umbanda cada vez mais presente no coração de todos, com trabalhadores sempre prontos para a humilde prática da caridade.

MENSAGEM AOS JOVENS

O mais importante é que tenham pureza em seus corações, consciência das dificuldades que os esperam num caminho que sempre é árduo, no qual, muitas vezes, sua fé será testada.

Procurem ter sabedoria para se desviarem dos falsos mestres: aqueles que mistificam os ensinamentos da verdadeira Umbanda na busca de interesses escusos ou simplesmente por uma questão de vaidade, aqueles que oferecem conhecimento e sabedoria como coisas fáceis de serem conquistadas, como se houvessem atalhos para o crescimento pessoal e espiritual.

Lembrem-se que na Umbanda, assim como na vida, as coisas devem ser aprendidas num longo e muitas vezes penoso caminhar. Tudo tem seu tempo e sua hora. O sucesso rápido de hoje pode significar o fracasso de amanhã. Para se construir algo que permaneça firme, principalmente se quisermos que continue a crescer, sempre necessitaremos de bases sólidas. Quanto mais fortes melhor.

Devem ainda ter sempre em mente que a Umbanda foi, é, e sempre será baseada na simplicidade, na humildade e na caridade. Estes são os verdadeiros ensinamentos da Umbanda, dos quais vocês nunca deverão se afastar.

Usem seus corações como guias. Façam suas orações pedindo aos seus mestres espirituais a orientação necessária nos momentos de dúvidas, sobre quais caminhos trilhar e como proceder diante das dificuldades e mesmo das facilidades que a vida nós dá, uma vez que o caminho mais fácil nem sempre será aquele que nos fará mais feliz.

Tenham fé em Deus, em Oxalá, em nossos guias e protetores espirituais. Sejam humildes e caridosos, pois esta é própria razão de ser da Umbanda.

Que Deus os abençoe.